quinta-feira, 10 de junho de 2010

Esgotou-se

Esgotou-se tudo! Tudo o que me restava: paciência, calma, vontade de fazer algo (no geral)... Simplesmente esgotou-se.
Motivo? Ainda não descobri.
Porque estou falando isso? Vontade de desabafar.
Ultimamente ando estranha, tpm? Tenho quase certeza que não é.
A questão é que eu normalmente fico quieta para tudo o que me falam, faço tudo o que me pedem (no meu tempo é claro) tento (TENTO) dar de mim o melhor, esperando também receber o melhor (o que nunca acontece) e acabo me ferrando. Porque cada humilhação, cada indireta, cada xingão, enfim, tudo o que falam, eu vou guardando. Até que um certo dia (aquele dia que acordamos com o pé esquerdo) eu falo tudo o que penso, e se vocês acham que eu falo como uma pessoa civilizada estão enganados. Eu viro uma leoa (o que não estou habituada a ser) e acabo "largando as patas" em quem realmente não tem nada a ver com a história. Depois quando resolvo pensar nas atitudes que eu tomei, percebo que fui um tanto que injusta com certas pessoas, mas na maioria das vezes o orgulho me impede de pedir perdão. Fato que muitas vezes tenho vergonha de assumir, e já é grande evolução de minha parte estar falando abertamente aqui.
Queria apenas deixar uma dica, simples. Por favor não sejam como eu, fiquem bravos na hora certa e no momento certo, não guardem nada, pois é muito pior quando tudo acaba indo aos "ares" ao mesmo tempo. Sejam os mais calmos possíveis, pois nem todos pensam como vocês. Na verdade eu estou falando a dica que era para alguém me falar, mas que servem para todos os que agem da mesma maneira que eu.
Peço com meus sinceros desculpas a quem um dia eu fui grossa, pois hoje eu percebi que ninguém tem culpa de ter os meus defeitos, a culpada é somente eu, e que isso sirva de lição á todos, e que para mim, isso não volte mais a acontecer, e tenho dito!

Um comentário: