quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Nizeti Fontana

Minha querida mãe.
O que falar de uma pessoa tão especial? Como posso resumir tudo o que sinto em palavras?
Para começar, gostaria de dizer: Muito obrigada! Obrigada por tudo, por me acariciar quando estou triste, por me compreender, e por ser essa mãe maravilhosa que é.
Sabe aquela mãe protetora, que vê os outros em primeiro lugar e ela em último? Que me chama de bebê mesmo eu estando quase mais alta que ela? Que lê meu blog todos os dias e sempre me elogia? É ela. A minha mãe, a melhor mãe do mundo, a melhor amiga do mundo, a melhor conselheira.
É mãe, temos tanta coisa em comum, não acha? Temos o mesmo jeito de pensar, praticamente as mesmas qualidades e os mesmos defeitos, e por essas e outras nos entendemos tão bem. Aliás, de um tempo para cá, sinto que posso contar tudo para ti, e sei que você será minha eterna conselheira.
Porque você me faz cosquinhas quando estou triste, chora comigo quando estou chorando, e me ajuda quando estou com dificuldade. É a minha fã número 1, e torce por mim sempre.
Você fez tanto por mim, que está chegando hora de retribuir tudo isso, e pode ter certeza que farei isso da maneira que você merece. Pois não conheço nenhuma mãe tão especial como você, que faz tudo para poder ver o sorriso no rosto da sua filha.
E para todos que não gostam do jeito da minha mãe, lamento informar que aqui está nascendo a nova versão da Nizeti, com o mesmo rosto, e com a mesma maneira de pensar, igualzinho! E me orgulho disso.
Você deveria ser exemplo para todos, pela sua determinação, persistência e pela tua garra. Sei que trabalhou muito para me criar, além de tudo, continua trabalhando sem parar para poder melhorar a vida de todos em sua volta.
Ah tenho tanto a te agradecer, por me carregar 9 meses na barriga, pelos dias que passou ao meu lado no hospital, pelos dias faltados no trabalho para me amparar, pelas horas me escutando falar abobrinhas, ou até mesmo coisas sérias, por deixar compartilhar minhas dores contigo, enfim, se fosse falar tudo, passaria dias lendo e escrevendo.
Além de tudo, tenho que te agradecer infinitamente, pelo maior presente quevocê me deu tal presente que não sei se conseguirei retribuir: a vida. E por isso serei eternamente grata.
Vou estar sempre ao seu lado, se você cair, estarei pertinho para te levantar e continuar a caminhada junto contigo. E que este seja o primeiro de muitos aniversários que escreverei pra você.
Poderia ficar escrevendo aqui pra sempre, falando e falando sobre as qualidades de minha mãe, que não são poucas viu?! Mas como não posso, só quero agradecer mesmo, e dizer o quanto eu te amo, e o quanto você é importante em minha vida, e que nunca, mas nunca mesmo eu quero te perder, e perder o amor que você sente por mim. Obrigada mãe, por não desistir de mim, e sei que se eu sou o que sou, é graças a ti e mais ninguém.
Tenha toda a felicidade do mundo, que seus sonhos e desejos se realizem, porque você merece. Parabéns! E saiba que eu te amo muito.
Um grande abraço, da sua admiradora, da sua filha mais velha, do seu ombro amigo e da sua eterna Carolina Fontana.

Um comentário:

  1. Filha, eu te amo mais que tudo na vida, tu sabe disso, estou emocionada e surpresa, porque como tu está uma adolescente, pensei que não representasse, neste momento, tudo isso na tua vida...
    Me desculpe ter lido somente hoje esta linda mensagem, mas já te expliquei a correria dos últimos dias...
    E tudo que fiz até hoje por ti foi pouco, faria tudo de novo e muito mais ainda se fosse preciso...
    Te amo muito minha princesa...
    E mais uma vez obrigado...
    Beijos...

    ResponderExcluir