segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Uma nova fase, uma nova maneira de pensar e agir.


Como disse o meu velho amigo Lulu Santos: "Tudo muda o tempo todo no mundo ♫". E se tudo muda no mundo conosco não seria diferente... E é por esse motivo que venho escrever...
Estou vivendo um momento de transição: escola nova, colegas totalmente novos, disciplina, responsabilidade, muito estudo, enfim... Para quem vivia sem novidades é muita coisa, muita informação. E de que adianta viver na mesmice se podemos inovar? É o que eu estou tentando fazer... Para quem me conhece, sabe que sou do tipo mais parada, mais tímida, não procuro o novo, por mim, fico sempre na mesma. Mas como disse o Lulu, tudo muda né? E junto com o mundo eu mudei, e na minha concepção, mudei muito até. Para quem não fazia nada de exercício físico, correr já é uma grande coisa, pra quem nunca comia fruta, comer uma laranja é uma evolução... Mas será que só existe esse tipo de mudança? Será que evolução moral também não conta como uma maneira de mudar? Mudança, palavra subjetiva demais não acham? Não sei. E quem sabe? Se mudei ou não, ainda não cheguei à conclusão, o fato é que me sinto diferente, e que penso estar diferente, e como não convivo com meus antigos colegas, não à quem confirme meus pensamentos... Mas será que somos nós julgadores das mudanças alheias, ou podemos muito bem nos auto-julgar? Eis a questão...
Sei que sou confusa, não sei o que entender sobre mim, o fato é que além disso tudo, o mundo está passando por uma mudança muito grande, e vocês já devem ter percebido isso.
Chegando à uma conclusão final: se o mundo mudar, evoluir, será que queremos parasitar? Será que devemos continuar matando, nos drogando e fazer do direito humano uma questão de dinheiro? Será que o melhor não é evoluir com o mundo? Ou queremos regredir de tal forma nos tornando inferiores aos animais? Qual futuro almejamos para nós? O que queremos de nossas vidas? Um futuro digno, ou uma corrupção sem fim? Refletir é o princípio de todo início.

Nenhum comentário:

Postar um comentário